FOKUS

O difícil caminho da participação igualitária na democracia

Dos quase 9 milh√Ķes de habitantes da Su√≠√ßa, um quarto n√£o tem passaporte su√≠√ßo. Estas pessoas est√£o exclu√≠das da participa√ß√£o democr√°tica. O caminho‚Ķ

 

O mais importante da política, da sociedade e sobre a migração.

Editorial

Naturaliza√ß√Ķes, manifesta√ß√£o por melhores sal√°rios e luta contra piores pens√Ķes

Ler mais

Agora temos a certeza: um estudo encomendado pela Comiss√£o Federal para as Quest√Ķes de Migra√ß√£o chegou √† conclus√£o de que a nova lei da naturaliza√ß√£o n√£o s√≥ se tornou mais restritiva, como tamb√©m muito mais seletiva. Pode naturalizar-se quem reside na Su√≠√ßa h√° 10 anos, possui autoriza√ß√£o de resid√™ncia C, preenche requisitos lingu√≠sticos mais exigentes e n√£o recebeu ajuda social. Os cant√Ķes podem tornar estes crit√©rios e requisitos ainda mais rigorosos.

‚ÄĆUma olhadela nas estat√≠sticas de naturaliza√ß√£o confirma a seletividade. Depois da entrada em vigor da nova lei, a quota-parte das naturaliza√ß√Ķes de cidad√£os com um diploma universit√°rio aumentou para dois ter√ßos. Em contrapartida, a percentagem de pessoas que n√£o prosseguiram os estudos ap√≥s a escolaridade obrigat√≥ria diminuiu de 23,8% para 8,5%. O aumento das exig√™ncias lingu√≠sticas tamb√©m favorece os cidad√£os de pa√≠ses vizinhos que falam a mesma l√≠ngua. A naturaliza√ß√£o est√° a tornar-se cada vez mais uma quest√£o de classe. Leia mais sobre este estudo no artigo da minha colega Emine Sariaslan.

Os pre√ßos aumentam enquanto os sal√°rios estagnam. Para um n√ļmero crescente de trabalhadores, o aumento do custo de vida est√° a tornar-se um fardo pesado. Esta √© a raz√£o pela qual s√£o finalmente necess√°rios aumentos salariais e uma compensa√ß√£o para a infla√ß√£o. Por isso os sindicatos convocam para Berna uma grande manifesta√ß√£o por melhores sal√°rios. Encontra neste n√ļmero do Horizonte todas as informa√ß√Ķes necess√°rias sobre a manifesta√ß√£o e como se inscrever.

No dia 22 de setembro, os eleitores su√≠√ßos ser√£o chamados a votar sobre a reforma da lei relativa ao 2.o pilar, que prev√™ cortes nas pens√Ķes. Os sindicatos lan√ßaram um referendo contra esta medida. Ganharemos esta vota√ß√£o se nos unirmos contra estes cortes.

As férias de verão estão quase a chegar. A redação multilingue do Horizonte deseja-lhe boas férias.

Até breve!

Menos

Temas

[Translate to Português:]
Trabalho
- Hilmi Gashi

Est√° na hora de melhores sal√°rios!

Os sal√°rios reais t√™m vindo a cair desde 2021, apesar do crescimento econ√≥mico. Agora os sal√°rios t√™m de subir! √Č por isso que, a 21 de setembro,‚Ķ

 
Jovens no Castelo de Bellinzona seguram uma faixa por toler√Ęncia e solidariedade..
Política
- Hilmi Gashi

Juventude sindical critica press√£o e stress na aprendizagem

Durante a Conferência do grupo de juventude do Unia, realizada no início de junho em Bellinzona, mais de 50 jovens sócios discutiram o resultado de um…

 
Ação por melhores salários das mulheres
Sociedade
- Emine Sariaslan

Melhores sal√°rios para as mulheres em vez de pens√Ķes mais baixas

No dia 14 de junho, dia da Greve das Mulheres, realizaram-se a√ß√Ķes sindicais e feministas em toda a Su√≠√ßa. Apesar de terem feito tr√™s grandes greves‚Ķ

 
Trabalho

Apelo dos trabalhadores ao Migros

No dia 18 de junho, o Migros anunciou uma nova vaga de despedimentos de centenas de trabalhadoras e trabalhadores. Isto confirma que o Migros parece…

 

Notícias breves

Falta de proteção contra o despedimento: a Suíça desce no índice da CSI

Read More

Pessoas que têm de prestar serviço militar não podem ser refugiadas?

Read More

Mais três pessoas desempregadas no Liechtenstein

Read More
Fotografia de Rosa Amelia Fierro com o seu livro.
- Martin Burdalo Maria Monta√Īa

A nova p√°tria a preto e branco

No seu livro "Die neue Heimat in Schwarz-Weiss" ("A nova pátria a preto e branco"), a jornalista peruana Rosa Amelia Fierro entrevista pessoas da…

 
Consultor
Perguntas e respostas